Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónica potiguar

Crónica potiguar

A poesia na prosa do blog

Maio 11, 2019

José

A poesia é mais do que resistência, não só pela subversão normativa e revelar da estética da vida, é uma pertença. Não que tenha também aí qualquer carácter revolucionário, quem faz a revolução são soldados, a poesia oferece alimento e encanto para quem a receba. Quando atinge os seus objectivos é quase uma doutrina, porém uma doutrina que convida o doutrinado a se descobrir e se revelar. Não tem voz única, apenas estende as mãos que a laboram a todos que queiram olhar o mundo exterior e interior de outra forma. Não tem como objectivo a competição, mas inspira em pessoas e lugares e novos mundos que a interacção revela ou desperta. É um lenço branco que tanto diz adeus como mostra a força com que agarramos nele. A força e a subtileza. É um rio que corre com o sangue das nossas veias. É alma e objecto. Pão que sacia e fome que não consome alimento. Apesar dessa normatividade e estética é libertadora. Mas liberta pelo desabafo ou pelas lágrimas que por vezes facilita. Liberta quando nos leva a enfrentar medos e a perguntar pelo nosso lugar. Liberta não pelas respostas mas pelas indagações. Pelo amor que deixa, mesmo que traga arrependimento e queira saltar do dito para o vivido. Pela coragem de ser palavra e não estar mais só. Por encontrar o livro e o leitor.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo